segunda-feira, julho 4, 2022
HomeInvestimentosTesouro Direto: taxas dos títulos prefixados acentuam alta e chegam a 10,5%...

Tesouro Direto: taxas dos títulos prefixados acentuam alta e chegam a 10,5% nesta 6ª feira, em meio à piora do cenário político e fiscal

Percentual, juros, taxas e Selic

SÃO PAULO –  Diante de um cenário político e fiscal mais conturbado, com discussões sobre manutenção do teto de gastos no ano que vem, adiamento da reforma tributária, pagamento de precatórios, além de sinais de que a retomada econômica segue forte, o mercado de títulos públicos negociados pelo Tesouro Direto acentua o movimento de alta na atualização da tarde desta sexta-feira (13).

No caso dos prefixados, destaque para o retorno do título prefixado com vencimento em 2031 e pagamento de juros semestrais, que avançava de 10,27% para 10,46% na atualização da tarde, ante 10,17% na sessão anterior.

Atenção também para o retorno de alguns papéis com retornos atrelados à inflação. O juro real pago pelo Tesouro IPCA+ com vencimento em 2055 e pagamento de juros semestrais, por exemplo, se manteve em 4,83% na primeira atualização e durante a tarde, mas avançou na comparação com o prêmio visto na sessão anterior de 4,71%.

Entre os demais títulos disponíveis no Tesouro Direto, de vencimentos mais curtos, as altas também eram expressivas. O juro do título prefixado com vencimento em 2024 subia de 9,30% para 9,45%, acima dos 9,22% vistos na sessão anterior, em mais um dia de recorde para os retornos oferecidos por esse título.

Da mesma forma, o prêmio pago pelo papel prefixado com vencimento em 2026 avançava de 9,67% para 9,82%, acima dos 9,57% da sessão de quinta-feira e voltando a ultrapassar a máxima histórica para esse papel, que tinha sido atingida ontem (12).

Confira os preços e as taxas atualizadas de todos os títulos públicos disponíveis para compra no Tesouro Direto nesta sexta-feira (13):

Taxas Tesouro Direto
Fonte: Tesouro Direto

Radar local

O destaque na agenda econômica local está na divulgação do Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), medido pelo Banco Central, apresentado nesta sexta-feira (13). Segundo a autoridade monetária, o IBC-Br, que é considerado uma boa proxy do Produto Interno Bruto (PIB), teve alta de 1,14% em junho na comparação com maio. Já na comparação com junho de 2020, o avanço foi de 9,07%.

O dado ficou bem acima do esperado. A expectativa, segundo consenso Refinitiv, era de alta de 0,4% na comparação mensal; já a Bloomberg apontava para uma alta de 0,5%.

Na cena política, investidores ainda digerem o adiamento da votação da reforma do Imposto de Renda, que agora está prevista para ser votada na próxima terça-feira (17), diante de fortes divergências entre governadores, prefeitos e empresários sobre o texto apresentado pelo relator, deputado Celso Sabino (PSDB-PA).

Já o presidente Jair Bolsonaro voltou a falar ontem das forças armadas como poder moderador ao criticar a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), de autorizar inquérito contra ele por quebrar o sigilo das investigações da Polícia Federal sobre a invasão dos sistemas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O presidente disse que a investigação interessa a todos e, por isso, deveria ser pública.

A tensão política também esquentou o clima entre o poder Executivo e Judiciário, após o ministro do STF determinar nesta manhã a prisão de Roberto Jefferson (PTB-RJ) por participação em uma milícia digital que comete ataques à democracia.

Cena internacional

Em dia de agenda econômica mais morna no cenário externo, os índices das bolsas dos Estados Unidos registram leves ganhos depois de forte resultado da Disney.

Analistas da Refinitiv destacam o bom resultado apresentado nos balanços do segundo trimestre deste ano. Segundo eles, 90% das ações listadas no índice S&P já divulgaram seus resultados e 88% delas superaram as estimativas do mercado.

Você pode fazer da Bolsa a sua nova fonte de renda. Inscreva-se, participe gratuitamente do maior evento de Trade do Brasil e aprenda como ganhar dinheiro com ações.

The post Tesouro Direto: taxas dos títulos prefixados acentuam alta e chegam a 10,5% nesta 6ª feira, em meio à piora do cenário político e fiscal appeared first on InfoMoney.

- Advertisment -spot_img