segunda-feira, julho 4, 2022
HomeCarreiraRandi Zuckerberg, de primeira irmã a empreendedora multimídia

Randi Zuckerberg, de primeira irmã a empreendedora multimídia

Randi Zuckerberg

Nome completo: Randi Jayne Zuckerberg
Data de nascimento: 29 de fevereiro 1982
Local de nascimento: Nova York, Estados Unidos
Ocupação: Empresária, investidora, escritora, produtora e CEO da Zuckerberg Media.
Formação: Psicologia

Quem é Randi Zuckerberg ?

Randi Zuckerberg é uma empresaria e investidora norte-americana com atuação nas áreas de tecnologia, comunicação e entretenimento. Ela é fundadora e CEO da Zuckerberg Media, uma produtora e consultoria de marketing. A companhia produz conteúdo audiovisual e digital para empresas e TVs, além de material próprio. Entre seus clientes estão o Cirque du Soleil, a s, a plataforma de comércio eletrônico BeachMint e a editora Condé Nast.

Em seu perfil no Linkedin, Randi se define como “uma mãe profissional para empreendedores”. Sua empresa dá treinamento, apoio e assessoria para estudantes, empreendedores e novos negócios.

A empresária tem como prioridade promover o aumento da presença feminina nos negócios, especialmente no setor de tecnologia. “Se você é a única mulher na sala, use isso como oportunidade para trazer outras mulheres para dentro da sala”, disse ela à revista norte-americana Forbes.

Randi trabalha tanto nos bastidores como à frente das câmeras e no palco. Ex-diretora de Marketing do Facebook, ela se define como apaixonada pelo cruzamento entre tecnologia e mídia. A empresaria é a irmã mais velha de Mark Zuckerberg, fundador da rede social, e foi uma das 24 primeiras pessoas contratadas para trabalhar na empresa.

Família

Randi Jayne Zuckerberg nasceu em 29 de fevereiro de 1982 em Dobbs Ferry, no estado de Nova York, Estados Unidos. Ela é filha de Karen e Edward Zuckerberg, uma psiquiatra e um dentista. Além de Mark, dois anos mais novo, Randi tem duas irmãs, Arielle e Donna, também mais novas.

Quando menina, teve aulas de piano – até hoje ela adora cantar. Entrou na Universidade de Harvard em 1999 e acabou cursando Psicologia, após ter sido rejeitada pelo departamento de Música por “falta de perícia ao piano”, segundo o jornal The New York Times. No entanto, continuou a cantar sob o nome Randi Jayne.

Randi contou numa entrevista à CNN que, antes de entrar na faculdade, o pai ofereceu como alternativa abrir uma franquia do McDonald’s. Ele fez a mesma coisa com todos os filhos. “Meu pai, engraçado, pouco antes de cada um de nós irmos para a faculdade, nos ofereceu as opções de ir para a universidade ou investir numa franquia e administrá-la”, disse.

Ela optou pela universidade e se formou em 2003. Em seguida, foi trabalhar na área de propaganda e marketing na cidade de Nova York. Atuou na agência Ogilvy & Mather. “A única que tinha uma CEO mulher”, afirmou Randi à versão brasileira da Forbes. “Lá eu me especializei em marketing digital e interativo, que era um campo totalmente novo na época”, acrescentou. Depois foi contratada como produtora assistente do programa de TV “Forbes on Fox”.

Facebook

Em 2005, o irmão a convidou para trabalhar no recém criado Facebook. “Eles precisavam de alguém que entendesse de marketing digital e que tivesse experiência com TV e mídia”, contou ela à Forbes Brasil. “Na verdade, ele (Mark) ligou para minha mãe e disse: ‘Eu receio que a Randi está numa carreira sem futuro’”, revelou ao NYT.

Ela relata que o irmão, então com 21 anos, lhe entregou uma folha de papel com uma proposta de salário complementada por uma cota de ações. Randi riscou as ações, dobrou o valor do salário e devolveu o papel. “Ele reescreveu a proposta original e disse: ‘Confie em mim. Você não quer o que pensa que quer’”, contou. As ações do Facebook (NASDAQ:FB) acumulam uma valorização de 876% desde que a companhia fez sua oferta pública inicial, em maio de 2012. “Foi assim que eu fui parar no Vale do Silício”, disse.

Muito mais extrovertida que o irmão, e à frente da área de marketing, Randi logo se tornou referencia para a imprensa dentro da companhia. Com uma personalidade considerada extravagante e sem medo de se expor, ela virou noticia dentro e fora da companhia. Era dada a cantar em eventos internos, formou até uma banda com colegas de trabalho, e se meteu em controvérsias com vídeos postados na rede.

Implementou projetos importantes de mídia, com destaque para o Facebook Live, ferramenta que permite que qualquer um poste vídeos ao vivo na plataforma, e na seara política.

Em 2009, o Facebook fez um acordo com a CNN para transmitir a posse do então recém-eleito presidente Barack Obama. Em 2010, a rede social participou da cobertura das eleições de meio de mandato em parceria com a emissora de TV ABC, o que rendeu à executiva uma indicação para o prêmio Emmy. A própria Randi conduziu entrevistas para o Facebook em eventos como o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça.

Em 2011, Randi deixou a empresa criada pelo irmão para alçar voo solo. Na época, ela se queixou que projetos que havia liderado estavam sendo passados para terceiros. A empresaria se ressentia também da baixa participação feminina em cargos de chefia no Vale do Silício.

“Era muito animador ser parte de uma empresa como o Facebook. Por outro lado, eu me sentia muito sozinha e desconfortável em ser a única mulher na sala”, declarou ela à Forbes Brasil.

Voo próprio

Além de fundar sua própria empresa, Randi fez muita coisa diferente. Ela lançou quatro livros, dois infantis e dois para adultos. As publicações ainda não têm edições em português.

O primeiro, “Dot.”, apresenta uma garotinha de mesmo nome que adora tecnologia. “Dot”, em inglês, significa “Ponto”, numa referência aos pontos usados em endereços de internet. A personagem virou protagonista de uma série de animação.

Ainda para os pequenos, a autora escreveu “Missy President”, sobre uma menina que faz sucesso após sua lição de casa viralizar na internet. Randi defende a inclusão feminina na área de tecnologia desde cedo.

Para os maiores, ela lançou “Dot Complicated: Untangling Our Wired Lives” (“Ponto complicada: desembaraçando nossa vida plugada”, em tradução livre), um “guia de etiqueta para a vida, moderno e conectado”; e “Pick Three: You Can Have It All (Just Not Every Day)” (“Escolha três: você pode ter todas (mas não todos os dias)”, em tradução livre), um manual motivacional para os negócios e a vida privada.

A empreendedora ganhou dois prêmios teatrais Tony por musicais que produziu na Broadway em 2019. Em 2014, ela chegou a estrelar na peça Rock of Ages, também na Broadway.

A empresária apresenta ainda um programa semanal de rádio sobre negócios no setor de tecnologia. “Trabalhar no Facebook me mostrou que você não precisa estudar especificamente para alguma coisa. No atual mundo em que vivemos, podemos aprender trabalhando”, disse ela à Forbes Brasil.

Randi mora em Nova York com o marido, o executivo Brent Tworetzky, e os três filhos do casal.

Saiba mais

The post Randi Zuckerberg, de primeira irmã a empreendedora multimídia appeared first on InfoMoney.

- Advertisment -spot_img