domingo, setembro 26, 2021
Home Política PSDB diverge sobre participação em atos de oposição do 7 de setembro

PSDB diverge sobre participação em atos de oposição do 7 de setembro

Às vésperas do feriado de Sete de Setembro, data em que estão previstos atos majoritariamente em apoio a Bolsonaro, o PSDB tem se dividido sobre a participação nas manifestações contrárias ao governo.

Enquanto grande parte das figuras importantes do partido — que deixou livre a adesão dos militantes — não tem se manifestado sobre os atos, duas peças-chave para as eleições de 2022 já deixaram claras as suas posições.

Em São Paulo, o diretório municipal — que apoia o governador João Doria como o candidato tucano à presidência — fechou questão em participar dos atos de oposição, no Vale do Anhangabaú. Apesar de estarem previstos no local, principalmente, movimentos de esquerda, o partido acredita que não haverá atritos.

“Não temos nenhuma preocupação. Estamos mobilizando e iremos, sim, ao Anhangabaú”, diz o presidente do PSDB municipal, Fernando Alfredo. “Vamos participar de todas as manifestações a favor da vida e da democracia contra o presidente Bolsonaro.”

Na última semana, o próprio governador de São Paulo foi contra as manifestações de grupos de oposição no estado. O motivo seria o receio de haver “risco à integridade física dos manifestantes”, uma vez que, no mesmo dia, os atos pró-governo acontecem em várias cidades e, em São Paulo, com a previsão do próprio Bolsonaro na Avenida Paulista. Após decisão da Justiça, no entanto, atos de ambos os lados foram permitidos.

Por outro lado, o também presidenciável Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, declarou neste domingo ser contra quaisquer manifestações, as quais chamou de “guerras”. Em tom apaziguador, publicou um vídeo sobre o Dia da Independência no qual defende que o Brasil precisa “voltar para o centro” e minimizar as “diferenças”.

“O verde e amarelo não é meu, nem do Bolsonaro e nem do Lula. Essa guerra aí de um lado contra o outro, esse Brasil do nós contra eles, esse é o Brasil pequeno, que bota pai contra filho, família contra família. A melhor maneira de comemorarmos a independência, é sendo independentes”, afirmou.

Doria e Leite disputam as prévias do PSDB que vão escolher, daqui a dois meses, qual dos dois vai disputar a corrida à presidência em 2022.

- Advertisment -