sexta-feira, junho 18, 2021
Home Investimentos MEMÓRIA: as lições que um Stock Pickers pode levar de David Swensen

MEMÓRIA: as lições que um Stock Pickers pode levar de David Swensen

(CONDADO DA FARIA LIMA) – No Coffee & Stocks desta segunda-feira (10), tivemos um anúncio e uma homenagem.

Primeiro, o anúncio: o lançamento do “Carteiros do Condado”, novo projeto do Stock Pickers em parceria com o podcast Outliers (apresentado pelo Samuel Ponsoni, da XP Asset). O “Carteiros” trará em todo começo de mês um resumo do que as principais gestoras do Brasil expuseram em suas cartas. A apresentação será minha (Thiago Salomão) com o Samuel e convidados que se alternarão e cada mês, como Carolina Oliveira (XP Fundos), Guilherme Anversa (XP Advisory) e Lucas Collazo (Rico Investimentos), todos eles apaixonados pela leitura destas cartas.

A homenagem fica para David Swensen, que morreu na última semana aos 67 anos, após lutar nove anos contra um câncer. Ele era CIO do endowment de Yale desde 1985 e criou o que ficou conhecido como “Yale Model”, ao incluir em sua estratégia investimentos alternativos e ilíquidos nas carteiras destes fundos. A Carol Oliveira, analista de fundos da XP, trouxe detalhes de qual o grande legado que ele deixou para o mundo dos investimentos e as grandes lições aprendidas com ele (confira no vídeo acima ou no canal do Stock Pickers no Youtubeo vídeo começa a partir dos 6 minutos).

Um complemento aos que assistirem ao vídeo: durante a conversa, cito que a gestora Dynamo já dedicou uma carta antiga para David Swensen. Encontrei a carta (número 31, referente ao 2ºtri de 2001) e os dois trechos mais legais sobre Swensen:

“Seu sucesso pode ser resumido em poucas palavras. Trata-se da exploração inteligente das vantagens comparativas de um investidor com passivo de longo prazo, que pode adquirir ativos menos líquidos (os chamados investimentos alternativos: ações de segunda e terceira linha, private equity, venture capital etc…) e obter os benefícios de uma precificação menos eficiente (mispriced assets) ou até, em alguns casos, acentuadamente ineficiente.”

“Swensen valoriza fundamentos técnicos na análise de investimentos, o que na prática é ir na direção contrária do ‘Market timing’, considerada por Swensen inadequada para investidores institucionais:  Não existe evidência de nenhuma grande instituição que tenha a habilidade de sistematicamente entrar no mercado quando os preços estão baixos e sair quando estão altos. Tentativas de alternar ações com títulos de renda fixa ou ações com caixa em antecipação aos movimentos do mercado tem sido muito mais frequentemente mal do que bem sucedidas.”

O fundo de Swensen gerou US$ 9,5 bilhões a mais de retorno do que se ele tivesse tido a performance média de seus pares nos últimos 10 anos. Seu livro, “Pioneering Portfolio Management“, é tido como leitura obrigatória para todo alocador de fundos e já foi recomendado três vezes na Biblioteca Stock Pickers.

Não sabe por que comprar nem por que vender um ativo? Assista ao Caçadores de Assimetrias, um treinamento exclusivo e gratuito do Stock Pickers.

 

The post MEMÓRIA: as lições que um Stock Pickers pode levar de David Swensen appeared first on InfoMoney.

- Advertisment -