sábado, abril 10, 2021
Home Investimentos Finanças pessoais: engenheiro fatura R$ 6.000 em 4 segundos na bolsa

Finanças pessoais: engenheiro fatura R$ 6.000 em 4 segundos na bolsa

Em 2019, o paulista Márcio Andrade* tomou duas decisões que mudariam sua vida. Em busca de segurança, comprou uma passagem só de ida para Portugal, onde ele e a esposa seguem morando. E, interessado pelo movimento da bolsa de valores, passou a pesquisar, seguir e aprender com analistas de nome no mercado, como André Moraes e Aliakyn Pereira de Sá. Hoje Márcio gera boa parte de sua renda a partir dos investimentos que faz. Sobretudo, do scalping — estratégia que consiste em curtíssimas operações.

“Eu busco pontos no gráfico onde há uma explosão, um deslocamento rápido no preço de um ativo. Essa é a dinâmica do scalping, que o Aliakyn ensina”, diz o engenheiro, ex-aluno do curso do analista, que está abrindo uma nova turma. Clique aqui para participar.

“Eu atuo no mini-índice da Bovespa, uma das opções de mini-contrato. A operação mais lucrativa que já fiz, de compra e venda de ativos em apenas quatro segundos, foi de R$ 6 mil reais. Em único dia, extraí R$ 20 mil. Para a quantidade de contratos que opero, hoje preciso de R$ 4 mil. Portanto, numa única operação tive 50% de retorno e num único dia multipliquei meu capital por cinco.”

A velocidade da operação exige concentração e foco para manter todos os riscos controlados. “O scalper é como um sniper: sabe esperar o melhor momento para agir. Sobretudo, o scalper profissional: ele visa dinheiro e não necessariamente acertar a análise nos mínimos detalhes, embora deva estar bem preparado tecnicamente para se valer da análise gráfica e da leitura de fluxo em sua tomada de decisão”, diz Aliakyn, o analista responsável pela mentoria.

Segundo o analista, um bom scalper realiza quatro ou cinco operações por dia, em média, sempre fazendo da volatilidade e da liquidez suas aliadas.

Como o scalping inclui riscos — Márcio Andrade já chegou a perder R$ 3 mil em uma operação e R$ 12 mil em um dia —, é preciso ter equilíbrio emocional e “gerenciamento impecável”, nas palavras de Kyn, como é chamado. O risco, como diria Warren Buffett, aumenta quando não se sabe o que está fazendo e, por isso, estudar para controlá-los é fundamental.

“A mentoria procura transformar a maneira de analisar dados e extrair resultados através da análise técnica do mercado. O scalper deve encontrar as melhores condições e agir sobre pontos específicos para operar menos, porém com mais qualidade”, afirma Aliakyn, que é trader profissional e professor desde 2008.

Márcio Andrade, que já bateu ponto em uma multinacional no Brasil, hoje se dedica à bolsa, em parceria com a esposa. “O meu dia a dia são as operações de scalping e o gerenciamento de investimentos de longo prazo”, conta o engenheiro, que há pouco começou a alocar capital também no mercado americano, em cestas de ações de longo prazo, sempre atento às possíveis perdas que são parte do risco de investir em renda variável.

Participe do Treinamento gratuito Scalper Pro e entenda como controlar estes riscos e conseguir, de fato, extrair lucro da bolsa em operações que duram minutos ou segundos! Seja um trader de alta performance. Inscreva-se.

 

*Nome fictício, pois o entrevistada preferiu não ter o nome revelado nesta matéria.

The post Finanças pessoais: engenheiro fatura R$ 6.000 em 4 segundos na bolsa appeared first on InfoMoney.

- Advertisment -