terça-feira, março 2, 2021
Home Economia Senadores forçam abertura de CPI da Covid-19 contra o governo federal

Senadores forçam abertura de CPI da Covid-19 contra o governo federal

Senadores, capitaneados por Randolfe Rodrigues (Rede-AP), protocolaram, nesta quinta-feira, 4, o pedido de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar eventuais crimes que possam ter sido cometidos pelo governo federal durante a pandemia de Covid-19. Na justificativa dos senadores, dois fatos foram realçados: o parco apoio do governo para o desenvolvimento de uma vacina, principalmente da CoronaVac, e a crise da falta de oxigênio hospitalar em Manaus (AM), uma vez que o Ministério da Saúde foi avisado do quadro crítico quatro dias antes de acabar o insumo.

O ato que determinará a abertura da CPI já está nas mãos do novo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). Como os senadores alcançaram as 27 assinaturas suficientes — 29 assinaram no total —, os requisitos legais para abrir a investigação já foram alcançados, contudo, há juristas que discordam que o ato é automático. Assim, Pacheco pode ter que levar ao Plenário a decisão de abrir a CPI, segundo informação repassada por juristas ao Radar Econômico.

Dois nomes que assinaram o pedido chamam atenção: Renan Calheiros (MDB-AL) e Eduardo Braga (MDB-AM). Braga é líder do MDB no Senado. O MDB, por sua vez, abriga dois senadores que são líderes do governo na Casa — Fernando Bezerra (MDB-PE) — e no Congresso — Eduardo Gomes (MDB-TO).

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

 

Continua após a publicidade

- Advertisment -