domingo, julho 3, 2022
HomePolíticaCPI ouve nesta quarta coronel Blanco sobre suposto pedido de propina

CPI ouve nesta quarta coronel Blanco sobre suposto pedido de propina

O tenente-coronel da reserva Marcelo Blanco da Costa será ouvido nesta quarta-feira, 4, pela CPI da Pandemia. Ex-assessor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, exonerado em janeiro, o militar participou de jantar em restaurante em Brasília onde teria sido feita a proposta de pagamento de propina na comercialização de doses da vacina AstraZeneca.

Blanco foi citado em depoimentos anteriores à CPI, como o do policial militar Luiz Paulo Dominguetti. Suposto representante da Davati Medical Supply, o PM afirmou que recebeu pedido de propina de US$ 1 por dose do ex-diretor de logística do Ministério da Saúde Dias em troca de assinar contrato de venda de vacinas AstraZeneca com o governo Bolsonaro.

O pedido de propina, de acordo com o vendedor, foi feito no dia 25 de fevereiro deste ano, em jantar no restaurante Vasto, em um shopping em Brasília, onde esteve presente o coronel Blanco, que o teria apresentado a Dias.

Blanco deixou o governo em janeiro e depois passou a atuar como interlocutor de Dominguetti junto ao ministério. Outro representante da Davati, Cristiano Carvalho, afirmou em depoimento à CPI que o PM relatou ter ouvido o pedido de um “comissionamento” para o “grupo” de Blanco, que antes era uma espécie de braço direito de Dias na Diretoria de Logística.

Cristiano, inclusive, apresentou à comissão áudios de WhatsApp que evidenciam a atuação do militar em favor de Dominguetti na negociação com o ministério. A oitiva desta quarta tende a encerrar o capítulo da Davati na CPI.

- Advertisment -spot_img