segunda-feira, setembro 27, 2021
Home Carreira Compra da Unicesumar pela Vitru é positiva, mas empresa terá que explorar...

Compra da Unicesumar pela Vitru é positiva, mas empresa terá que explorar sinergias para agregar valor, avaliam analistas

SÃO PAULO – A Vitru, controladora do grupo de educação Uniasselvi e listada na Nasdaq, nos EUA, assinou na segunda-feira (23) um acordo para comprar 100% da Unicesumar (Centro de Ensino Superior de Maringá) por um valor superior a R$ 3 bilhões.

O negócio avalia a Unicesumar em R$ 3,23 bilhões, incluindo dívidas de R$ 78 milhões. O ativo era altamente disputado no mercado, dado que é forte em duas frentes cobiçadas: o ensino a distância e os cursos presenciais de Medicina.

A aquisição foi bem recebida pelo mercado financeiro, com alta de 3,5% dos papéis na bolsa americana nesta terça-feira (24), negociados a US$ 17,59 por volta das 11h (horário de Brasília).

Na avaliação do Credit Suisse, dado o valor de transação significativo para o tamanho da Vitru, a captura de sinergias além das despesas gerais e administrativas será essencial para a agregação de valor.

O time de análise afirma que a Unicesumar é similar à Vitru em tamanho, foco (ensino a distância) e rápido crescimento. A diferença, contudo, é que também tem vagas de Medicina, ampliando o tíquete médio e a estabilidade do fluxo de caixa.

Segundo o banco, o negócio é positivo, mas a empresa “precisará explorar seu tamanho para colher sinergias nas frentes comercial e operacional”.

“Como sinergias significativas são necessárias para a agregação de valor, é importante estar informado sobre sua natureza e as expectativas da empresa para capturá-las ao longo do tempo. Estamos particularmente curiosos quanto à intersecção geográfica ou complementação dos caminhos, pois a sobreposição diminui os potenciais ganhos comerciais”, escreve o time do Credit Suisse.

A casa de análise Levante também diz ver a aquisição como positiva, uma vez que cria uma das maiores companhias de EAD no Brasil, além de um grande número de alunos de Medicina. Os analistas esperam impactos positivos nas ações da Vitru no curto prazo.

A casa ressalta que o setor de educação superior vem sofrendo desde 2018, com o fim de programas de estímulo governamental e com as taxas de desemprego elevadas afetando o setor.

Dessa forma, escrevem, as principais empresas do mercado têm buscado aumentar sua presença no EAD, uma vez que o tíquete é mais acessível aos alunos e é um modelo de negócio mais escalável, bem como no ensino presencial da área de saúde, especialmente Medicina, devido ao tíquete médio mais elevado.

Na avaliação da Levante, o valor pago pela Vitru pode ser considerado “razoável”, com um múltiplo de 12,4 vezes o lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda) dos últimos 12 meses, abaixo do múltiplo negociado da própria Vitru (cerca de 13,2 vezes).

“As sinergias entre os negócios são grandes, o que deve gerar valor aos acionistas ao longo do tempo, além da possibilidade de expansão do curso de Medicina”, completa a casa de análise.

Impacto positivo já precificado

Na avaliação do Morgan Stanley, a Unicesumar é um ativo de qualidade e um player de alto crescimento. “Esta aquisição dobrará o tamanho da empresa e deve gerar sinergias em um negócio escalável”, escreve o banco.

Os analistas destacam, contudo, que precisam de mais informações – a serem discutidas em teleconferência nesta terça (24) – principalmente sobre as sinergias e também sobre a maturidade dos hubs da Unicesumar (oportunidade de crescimento e expansão de margem) e sobre o plano do negócio médico que, segundo o banco, não se encaixa bem na estratégia da Vitru.

Apesar da expectativa de que o segmento médico deve seguir forte, os analistas veem os preços atuais já incorporando o cenário positivo.

“Preferimos empresas alavancadas pelo potencial de recuperação no campus e balanços sólidos, mas com exposição ao ensino à distância. A preços atuais, Cruzeiro do Sul (CSED3) é nossa escolha preferencial (preço-alvo de R$ 19), seguido por Yduqs (YDUQ3) e Vitru, que também são classificados como overweight (acima da média do mercado)”, escreve o Morgan Stanley.

Curso gratuito ensina a ter consistência na bolsa para ganhar e rentabilizar capital. Participe!

- Advertisment -