segunda-feira, maio 10, 2021
Home Brasil iPhones, Macs e iPads: Apple reforça boa fase em seu segundo trimestre,...

iPhones, Macs e iPads: Apple reforça boa fase em seu segundo trimestre, com alta de 54% nas vendas

Loja da Apple, com o logo da companhia em um fundo preto

SÃO PAULO – A Apple (AAPL34) divulgou nesta quarta-feira (28) resultados referentes ao seu segundo trimestre fiscal, encerrado em 27 de março. A gigante de tecnologia teve receita de US$ 89,6 bilhões, alta de 54% sobre o mesmo trimestre de 2020. O valor ficou acima dos US$ 77,4 bilhões esperados pelo mercado, mas não superou os US$ 111,4 bilhões de receita vistos no primeiro trimestre fiscal do ano (final de janeiro).

O lucro por ação (LPA) foi de US$ 1,40, também acima das previsões dos analistas, que apostavam em um LPA de US$ 0,99. A margem bruta da Apple também veio acima das expectativas: 42,5%, ante 39,8% esperados.

A Apple informou ainda que vai aumentar seus dividendos em 7%, para US$ 0,22 por ação. Também autorizou US$ 90 bilhões em recompras de ações, valor bem maior do que o desembolso de US$ 50 bilhões do ano passado e dos US$ 75 bilhões de 2019.

Vale lembrar que a recompra de ações é uma operação na qual a empresa compra de volta suas próprias ações, reduzindo o número de papéis que estão em negociação no mercado secundário.

Com esses resultados, as ações da Apple chegaram a subir mais de 4% no after market.

iPhones, Macs e iPads

Neste trimestre, a receita vinda de iPhones superou as expectativas. Atingiu US$ 48 bilhões, ante os US$ 41,45 bilhões esperados pelos analistas consultados pelo Refinitiv. O número representa alta de 65,5% na comparação com o mesmo período do ano passado. As vendas de Macs e de iPads também cresceram e ultrapassaram o esperado: US$ 9,1 bilhões, ante US$ 6,9 bilhões esperados para o computador; e US$ 7,8 bilhões, ante US$ 5,6 bilhões esperados para o tablet.

A Apple relatou crescimento significativos nas suas principais categorias de produtos, o que animou o mercado. Este é o segundo trimestre consecutivo de números significativos de vendas na Apple, que já vinha se beneficiando do aumento nas vendas de computadores e gadgets em geral durante a pandemia. Agora, também apresentou bons resultados com iPhones, com pessoas atualizando seus dispositivos, segundo os analistas consultados pelo site CNBC.

Embora a Apple venha reforçando nos últimos meses que seus negócios foram impulsionados pela pandemia, os fortes resultados da Apple no último trimestre sugerem que a tendência pode persistir mesmo com a reabertura de algumas economias. “Esse trimestre refletiu como os nossos produtos ajudaram nossos usuários neste momento de suas vidas, e também revela o otimismo que consumidores parecem sentir sobre dias melhores para todos nós”, afirmou Tim Cook, CEO da Apple, no relatório de resultados.

Os resultados positivos do iPhone reprimiram temores de que o atual ciclo de bonança pudesse desacelerar. No ano passado, a Apple lançou iPhones com novo design e suporte 5G. Muitos investidores acreditavam que poderiam levar a um grande ciclo de atualização dos modelos nas mãos dos consumidores – e os resultados sugerem confirmação dessa tese.

Os negócios de serviços da Apple, incluindo iCloud, App Store e assinaturas como a Apple Music, também mostraram crescimento de 26,7% no trimestre.

Vale lembrar que nenhum desses resultados inclui os modelos de iPad Pro ou iMac que a empresa anunciou recentemente, que devem gerar demanda adicional para os próximos meses.

Aprenda como ganhar dinheiro prevendo os movimentos dos grandes players. Na série gratuita Follow the Money, Wilson Neto, analista de investimentos da Clear, explica como funcionam as operações rápidas.

The post iPhones, Macs e iPads: Apple reforça boa fase em seu segundo trimestre, com alta de 54% nas vendas appeared first on InfoMoney.

- Advertisment -