quinta-feira, abril 22, 2021
Home Brasil Ibovespa Futuro opera entre perdas e ganhos após forte alta da véspera...

Ibovespa Futuro opera entre perdas e ganhos após forte alta da véspera e com atenção a PIB e PEC; dólar sobe a R$ 5,68

ações bolsa gráfico índice mercado

SÃO PAULO – O Ibovespa Futuro abre entre perdas e ganhos nesta quarta-feira (3) depois da forte alta do índice à vista na véspera, quando a recuperação das ações de bancos e o avanço das negociações sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Emergencial no Senado trouxeram otimismo ao mercado. A votação da PEC deve acontecer hoje no plenário da Casa.

Entre os indicadores, o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro cresceu 3,2% no quarto trimestre de 2020, segundo dados divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A projeção mediana dos economistas compilada pela Refinitiv apontava para expansão de 2,8%.

Apesar do número do quarto trimestre ter vindo acima do esperado, a queda de 4,1% do PIB no acumulado de 2020 foi a maior em 24 anos.

Lá fora, os futuros dos índices das bolsas dos Estados Unidos operam em alta antes do dado de emprego ADP, que mostra como está o mercado de trabalho no setor privado.

Ainda no radar, o presidente Joe Biden afirmou que os EUA terão um suprimento grande o suficiente de vacinas para imunizar cada adulto do país até o final de maio. Caso a previsão se concretize, a marca será atingida dois meses antes do cronograma.

De acordo com dados oficiais coletados pelo site Our World in Data, até o dia 1º de março os Estados Unidos haviam vacinado 23,23% de sua população, enquanto o Brasil vacinou 3,98%.

Às 9h12 (horário de Brasília), o contrato futuro do Ibovespa com vencimento em abril de 2021 tinha leve queda de 0,12%, a 111.845 pontos.

Enquanto isso, o dólar comercial opera em alta de 0,43% a R$ 5,6896 na compra e a R$ 5,6901 na venda. Já o dólar futuro com vencimento em abril registra leves ganhos de 0,28% a R$ 5,703.

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse na véspera que parte da depreciação recente do real não é justificada pelos fundamentos econômicos. Ele ressaltou que o país tem um volume grande de reservas internacionais que permite ao BC seguir atuando no câmbio sempre que achar necessário.

“O que vimos recentemente, inclusive, que nossa moeda voltou a sofrer mais que os pares, em um momento que nós entendemos que tem uma fragilidade externa que propicia esses movimentos de ataque. Nós entendemos que parte do movimento não era justificada pelos fundamentos”, disse Campos Neto.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 sobe sete pontos-base a 3,93%, o DI para janeiro de 2023 tem alta de 11 pontos-base a 5,87%, o DI para janeiro de 2025 avança 12 pontos-base a 7,57% e o DI para janeiro de 2027 registra variação positiva de 10 pontos-base a 8,18%.

Voltando ao exterior, as bolsas asiáticas tiveram alta, apesar de o Índice do Gerente de Compras Caixin/Markit da China marcar 51,5 pontos em fevereiro, uma queda frente à leitura de 52 pontos de fevereiro. Qualquer leitura acima de 50 indica expansão; abaixo, retração.

Na Europa, o o setor automotivo subia 2,3%, impulsionado por previsões otimistas divulgadas pela Stellantis.

O mercado do Reino Unido focará na taxação e nos planos para gastos, que devem ser apresentados pelo chanceler Rishi Sunak mais tarde na quarta, em um momento em que a pandemia continua a afetar a economia britânica.

Na terça à noite, o governo anunciou que continuará a manter um programa de licenças, que permite manter salários e empregos enquanto negócios estão fechados devido à pandemia, será estendido até setembro.

PEC Emergencial e falas de Guedes e Campos Neto

A votação da PEC emergencial no Senado deve acontecer nesta quarta-feira. De acordo com informações do jornal O Estado de S. Paulo, números do Tesouro Nacional apontam que 14 estados teriam condições fiscais para decretar estado de emergência fiscal e acionar medidas de controle de gastos, os chamados gatilhos, como o congelamento dos salários dos servidores.

Essa possibilidade está prevista na Proposta, que prevê uma nova rodada do auxílio emergencial para os mais vulneráveis e faz parte do coração de contrapartidas que a equipe econômica quer manter no texto.

Pelo projeto, as medidas de ajuste seriam acionadas sempre que as despesas obrigatórias primárias (ou seja, sem contar os juros da dívida) excedessem 95% das receitas correntes.

Ainda em destaque, em entrevista ao programa Pingo nos Is, da rádio Jovem Pan, o ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou que o Programa Emergencial de Manutenção de Emprego e Renda será renovado pelo governo. Ele permite a redução de salários e jornada para evitar demissões durante a pandemia. De acordo com o jornal Valor, o governo estuda prorrogar o programa por cinco meses.

Guedes também afirmou que a decisão do presidente Jair Bolsonaro de demitir o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, teve um efeito “ruim” do ponto de vista econômico, embora tenha ressalvado que foi “compreensível politicamente”. “É compreensível politicamente uma atitude, do ponto de vista econômico, o efeito foi ruim. Essa foi a nossa conversa interna, o presidente sabe o que eu penso, eu sei o que ele pensa”, disse.

Para Guedes, o presidente deu uma “satisfação política” aos caminhoneiros, público que ele disse ser de “eleitores típicos” e “fiéis” a Bolsonaro, ao tirar o “cara que diz que não liga para vocês” em momento de aumento do preço do diesel, ao mesmo tempo em que determinou a retirada de todos os impostos federais do insumo.

Em entrevista ao podcast Primocast, Guedes falou sobre a possibilidade de criar um programa de transferência de renda que distribuiria dividendos da estatal aos mais pobres. “Vamos pegar os dividendos da Petrobras e entregar uma parte para o povo brasileiro. A parte que nós temos, vamos entregar então. Temos uma ideia de fazer algo parecido um pouco à frente”, afirmou, sem dar mais detalhes.

Covid no Brasil

O Brasil registrou 1.726 mortes em 24h encerradas às 20h de terça, batendo seu novo recorde na pandemia. Assim, o Brasil voltou a ultrapassar os Estados Unidos em número diário de vítimas da Covid.

Pelo quarto dia seguido, o país bateu seu recorde também na média móvel de mortes em 7 dias, com a marca de 1.274, alta de 23% em comparação com a média de 14 dias atrás, indicando tendência de alta no número de mortes pela doença.

As informações são do consórcio de veículos de imprensa que sistematiza dados sobre Covid coletados por secretarias estaduais de Saúde no Brasil, que divulgou, às 20h de segunda, o avanço da pandemia em 24 h no país.

A média móvel de novos casos em sete dias foi de 55.318, alta de 22% em relação ao patamar de 14 dias antes, o que também indica tendência de alta. Apenas em um dia houve 58.237 diagnósticos.

Até a terça, 7.106.147 pessoas receberam a primeira dose da vacina contra a covid no Brasil, o equivalente a 3,36% da população. A segunda dose foi aplicada em 2.166.982 pessoas, ou 1,02% da população. Analistas vêm apontando a velocidade da imunização como um dos fatores a influenciarem a retomada da economia.

De acordo com a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), 19 unidades da federação têm taxas de ocupação de leitos de UTI acima de 80%. No boletim anterior eram 12 unidades da federação. O Rio Grande so Sul ultrapassou 100% de capacidade, e um contêiner refrigerado foi alugado por um hospital para elevar a capacidade de seu necrotério.

Na terça, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que o estado vive sua pior semana desde o início da pandemia, e que não descarta a adoção de nenhuma medida.

Segundo manchete de capa do jornal O Estado de S. Paulo, todo o estado deve entrar, nesta semana, na fase vermelha, a mais restritiva contra a Covid. Comércio, restaurantes, bares e outros serviços essenciais não poderão funcionar. Mas escolas continuarão abertas.

A Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei que facilita a aquisição de imunizantes contra a Covid não só por União, mas por governos estaduais e municipais e pela iniciativa privada. A proposta foi apresentada pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), após este se reunir na segunda (22) com representantes dos laboratórios Pfizer e Janssen, da Johnson & Johnson, em uma articulação para viabilizar a compra de seus imunizantes.

Esses produtos enfrentam resistência do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) devido a uma cláusula determinada pelas empresas que as desresponsabiliza por eventuais efeitos negativos das vacinas. O projeto aprovado na terça permite a União, estados e municípios assumirem os riscos por eventuais efeitos negativos, reforçando a possibilidade de que o governo utilize esses imunizantes.

Agora, o texto segue para sanção de Bolsonaro. Na segunda, o presidente vetou o trecho de uma medida provisória introduzido pelo Congresso que dava, em caso de omissão do Ministério da Saúde, autorização para estados e municípios adotarem medidas próprias a fim de imunizar suas populações. Cabe agora ao Congresso manter ou derrubar o veto.

Além disso, o Senado aprovou na terça, por 73 votos a zero, uma medida provisória que dá prazo de sete dias úteis para que Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decida sobre a aprovação temporária de vacinas para a Covid, contanto que o imunizante tenha recebido aval de ao menos uma dentre 11 autoridades de saúde estrangeiras. Ele pode ser estendido por 30 dias, caso faltem informações por parte da autoridade internacional.

O texto segue para sanção de Bolsonaro, que na segunda vetou um outro ponto da MP apresentada pelo Congresso que dava à Anvisa 5 dias para aprovar vacinas para a Covid, em condições semelhantes.

Radar corporativo

Em destaque, a Via Varejo registrou lucro líquido de R$ 336 milhões no quatro trimestre de 2020, revertendo o prejuízo de R$ 875 milhões visto no mesmo período do ano anterior. O desempenho foi impulsionado por uma “transformação digital” acelerada pela pandemia de coronavírus, segundo a companhia. O lucro líquido operacional ficou em R$ 209 milhões, ante R$ 78 milhões no quarto trimestre de 2019.

A Petrobras também chama a atenção, após quatro conselheiros informarem à estatal que não pretendem ser reconduzidos ao colegiado na próxima Assembleia Geral Extraordinária (AGE). São eles João Cox Neto, Nivio Ziviani, Paulo Cesar de Souza e Silva e Omar Carneiro da Cunha Sobrinho.

A Comissão de Valores Mobiliários vai apurar se houve uso de informação privilegiada na compra de ações da Petrobras realizada na quinta-feira passada, pouco antes de o presidente Jair Bolsonaro indicar, em live, que pretendia fazer mudanças na estatal, que culminaram na demissão de Roberto Castello Branco da presidência da empresa.

Reveladas pelo jornal O Globo, as negociações com opção de venda pouco antes das ações, feitas pela corretora Tullet Prebon, podem ter gerado um lucro de até R$ 18 milhões, ou 11.125%. A identidade de quem fez as operações é protegida por sigilo bancário. As duas compras de opções de venda de ações da estatal começaram a ser realizadas 20 minutos após o fim de uma reunião do presidente Jair Bolsonaro com seis ministros no Palácio do Planalto. Constam na agenda oficial os nomes de Bento Albuquerque, das Minas e Energia, Paulo Guedes, da Economia e Tarcísio Freitas, da Infraestrutura, além dos generais Luiz Eduardo Ramos, da articulação política, Walter Braga Neto, da Casa Civil, e Augusto Heleno, da Segurança Institucional.

A PetroRio deverá iniciar campanha de perfuração no campo de Frade, na Bacia de Campos, no quarto trimestre deste ano, à medida que investe para aumentar o fator de recuperação do ativo, afirmou na terça o presidente da petroleira brasileira, Roberto Monteiro. Segundo ele, a perfuração de um poço produtor deverá ter início no último trimestre do ano para conclusão no primeiro trimestre de 2022. Em seguida, outros dois poços injetores de água deverão ser realizados.

Como um trader ganha dinheiro, controla perdas, equilibra o emocional e multiplica capital? Assista na Imersão Trader Estratégico, treinamento gratuito do analista Charlles Nader.

 

The post Ibovespa Futuro opera entre perdas e ganhos após forte alta da véspera e com atenção a PIB e PEC; dólar sobe a R$ 5,68 appeared first on InfoMoney.

- Advertisment -