quarta-feira, abril 14, 2021
Home Brasil Bolsonaro promete esforços para privatizar parte das estatais e gerar recursos para...

Bolsonaro promete esforços para privatizar parte das estatais e gerar recursos para investimentos

BRASÍLIA (Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro se comprometeu, nesta quarta-feira, a fazer esforços para privatizar parte das estatais e gerar recursos para investimentos.

“Todas as estatais são importantes. O que pudermos fazer para privatizar parte das estatais, nós faremos. Como disse aqui o presidente da Infraero, não teremos recursos para investir mais pelo Brasil se nós não passarmos para iniciativa privada a administração de aeroportos, e portos também, que estão na pauta de privatizações e concessões nos próximos dias”, disse.

No primeiro de uma série de três leilões para concessões na área de infraestrutura, realizado nesta quarta, o governo arrecadou 3,3 bilhões de reais com a concessão de três blocos de aeroportos, nas regiões sul, centro-oeste e norte do país.

Bolsonaro participou da inauguração do novo pátio de manobras no aeroporto de Foz de Iguaçu (PR), um dos arrematados no leilão desta quarta pelo grupo CCR (CCRO3).

Em seguida, o presidente voltou a criticar medidas de restrição de circulação que vem sendo adotadas por Estados e municípios para tentar conter a epidemia de Covid-19, e disse que tem faltado “humanidade” a prefeitos e governadores.

“Sabemos o problema do vírus, mas sabemos o problema do desemprego. Está faltando um pouco de humanidade por parte de governadores e prefeitos nessa questão da pandemia. Lamentamos as mortes, muito, não queríamos que ninguém morresse, mas temos uma realidade pela frente. O desemprego é o efeito colateral mais danoso que o próprio vírus”, disse.

 

Entenda o método para realizar análises e não se perder em momentos turbulentos. A série gratuita One Good Trader, com Gilberto Coelho, te ensina como – inscreva-se!

The post Bolsonaro promete esforços para privatizar parte das estatais e gerar recursos para investimentos appeared first on InfoMoney.

- Advertisment -