terça-feira, maio 24, 2022
spot_img
HomePolíticaApós rejeitar impeachment de Moraes, Pacheco fecha perfis nas redes

Após rejeitar impeachment de Moraes, Pacheco fecha perfis nas redes

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), rejeitou o pedido de impeachment do ministro do STF (Supremo Tribunal Superior) Alexandre Moraes, feito pelo presidente Jair Bolsonaro, e entrou na mira dos bolsonaristas, o que levou o senador a fechar os seus perfis nas redes sociais. Com a conta no modo privado, apenas seguidores podem ter acesso às publicações e interagir.

Como reação, os apoiadores de Bolsonaro subiram a hashtag “AbreOPerfilPacheco” no Twitter. Na rede social, bolsonaristas estão atacando o senador, que está sendo chamando, entre outras coisas, de “covarde” e “fraco”.

Em março, o presidente do Senado tomou a mesma atitude e fechou o seu perfil após ataques sincronizados. A equipe de Pacheco suspeitava do uso de robôs. A movimentação atípica na conta ocorreu logo depois de o senador participar de uma articulação política para tirar do cargo Ernesto Araújo, então ministro das Relações Exteriores.

Simpatizantes de Bolsonaro querem a saída de Moraes principalmente pelo fato de o ministro estar investigando os perfis nas redes que divulgam fake newws e informações contra a democracia. Ele também autorizou operações da Polícia Federal que levaram à prisão de Roberto Jefferson, aliado do presidente, e a buscas nas casas de organizadores do ato pró-Bolsonaro de 7 de setembro após eles incitarem a invasão do STF e Congresso. 

Investigação

Na semana passada, a coluna Radar revelou que a Polícia Legislativa do Senado tem trabalhado bastante monitorando ameaças a Pacheco nas redes desde que o pedido de impeachment de Moraes foi apresentado. Por ora, os investigadores estão reunindo material sobre os autores das ameaças.

- Advertisment -spot_img